22 de março de 2017

Mudança: oh trem difícil e que não acaba

move home, mudança, mudança de casa
Precisava de um jacaré desse
Comentei por aqui que estava de mudança e por isso o blog estava [de novo] em hiatos. Não era a intenção, mas empacotar coisas, correr atrás de caixas, procurar carreto, trabalhar, cuidar de sobrinho, ajudar a mãe....é loucura demais para um único ser humano. E quando esse ser humano soy jo o negócio fica confusão mental, minha gentem. Mas já aviso que no fim deu tudo certo. Amém.

Descobri desta vez que caixa de papelão é um troço complicado de se encontrar ultimamente. Você vai nos mercados e hiper da vida e não tem, quando acha uma ou outra são aquelas pequeninas. Mas tenho dica: corre pra Americanas que você sorrirá. A loja próxima a ex-casa me salvou. E também o sacos pretos (os de lixo).

Dica: livros e afins não coloca em caixa grande, porque só o Huck para levantar!

Como faz falta uma amiga morando perto, com horário disponível, bem de saúde, faz falta nessa hora, gentem. Porque amizade dá pique pra encaixotar as tranqueiras e não tranqueiras. Pastei!!! Tive ajuda, mas em pouquíssimos dias. E não deixe para depois.
Comecei a arrumar as coisas em janeiro, mas sou virginiana, gentem, e a pessoa precisa organizar tudo por cor (não é pra tanto – mas sinta o drama) e nessa eu demoro dias em um metro quadrado, porque desse surge a ideia de fazer uma lista, um texto, de separar x e y para um doação ou mesmo venda. E o trem demora demais, mais do que deveria. O dia acaba e o fica uma zona e, apesar de virginiana, convivo bem com a bagunça por um dia (até mais) e vou dormir, ler ou assistir algo. Vida não e só trabalho. Quando vi tinha chegado o dia da mudança e não tinha guardado tudo, resumindo: empacotando enquanto levo as coisas para o carro da mudança.

Então, arrume as coisas com tempo de sobra porque vai que surge algo a mais para fazer. Nunca se sabe. Nem tudo dá pra programar.

Como não amar, mexer nos seus papeis guardados e achar recado da época da escola, cartas de pessoas que foram especiais. Das melhores coisas da mudança.

Depois que encaixotei tudo, comecei a levar as coisas para nova residência. Oh delicia! (sinta a ironia). Gentem, tem que arrumar, viu. E a mudança não acaba. Mesmo trabalho anterior. Às vezes até mais, caso vá para uma casa menor, como aconteceu comigo. Voltei pra casa da mamys [assunto para depois].

Arruma, arruma, arruma. Onde colocar? Aqui! Tô com dor!!!

E quando termina essa fase de mudança, que alívio. Sem caixas, sem sacos, cada coisa no seu lugar...você se sente mais leve e com dever cumprido. Porque mudança é difícil e desgastante, mas é renovador.

Acabou!!!

Desapaguei de roupas que não usava há anos e guardava por apego desnecessário, me desfiz de vários livros que não tinha porque ter na estante, de filmes que não me agradavam, de papel acumulados e tudo que não via o motivo de continuar comigo. Deixei ir, vendendo ou mesmo doando.

A mudança acabou a vida agora tá voltando a programação e eu estou aqui para dizer Oiii. E dar a dica: vai mudar? Comece a arrumar tudo bem antes, compre um relaxante muscular, coloque uma música, desapegue, chame os amigos pra ajudar e tenha coragem. Porque é preciso. Ah! E a mudança acaba sim, e no fim ela é ótima.

Me conta, você já passou por isso ou está passando?

Acompanhe também: Facebook | Twitter | Instagram | Skoob
Reactions:

4 comentários:

  1. A última mudança que fiz foi da casa da minha mãe pra minha atual casa, por que casei e vim morar com meu marido. Eu fui arrumando as coisas e levando tudo pra minha casa aos poucos, e conforme os móveis chegavam eu já ia organizando tudo neles. O problema é que enquanto eu ainda estava na casa da minha mãe eu precisava de coisas que já havia levado pra minha casa, e depois que casei eu percebi que ainda tinham coisas minhas na casa da minha mãe, haha. Já faz dois anos que casei e ainda encontro coisas minhas por lá, hahaha.
    Beijo, www.apenasleiteepimenta.com.br ~Neste mês tem post todo dia no Blog~

    ResponderExcluir
  2. Já passei por duas mudanças(de cidade e de casa),só que eu era criança e não lembro de nada rs,mais a minha disse que foi bem complicado esse processo de mudança.
    Que bom que deu certo a sua:)
    (Obs:sobre o livro "A Maleta da Sra. Sinclair" apesar de ser um bom livro ele possui algumas partes confusas como eu mencionei no post,mesmo assim vale a pena ler.

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No fim da certo, né! Isso é o que vale. xD
      Obrigada pela dica do livro...xD

      Excluir