31 de março de 2015

10 músicas que eu gostaria de ter gravado/regravado


Quando vi este tema de meme da Blogagem Coletiva, do Rotaroots, fui cantar. Sim, cantar. Porque eu tenho as músicas que eu fiz na minha ilimitada imaginação. Sempre tive. Parece que o meme entrou na minha mente para tirar a ideia.

Com certeza, esse meme é o favorito ever (por enquanto, favoritismo aqui não é eterno).

Agora vou apresentar a você as minhas canções secretas. Ainda estou planejando o plano de marketing para então sair a procura das gravadoras. Estou confiando em você, porque ainda não patentiei e aguardo suas considerações sobre cada uma.

Ao lado de cada nome colocarei o artista que imaginei cantando minhas belas criações.

Love Story, Taylor Swift- fiz enquanto me imaginava num conto de fadas. Quem nunca quis ser uma princesa que atire a primeira pedra.
 ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥
Closer to the Edge, 30 Second to Mars - Porque o infinito é o limite. Vamos correr. Vamos buscar. Vamos realizar. E chegar a cada dia mais perto do limite. Não deixe de acreditar, é possível.
 ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥
Shape of My Heart, Backstreet Boys - Daqueles momentos em que você precisa ouvir essas palavras e o que te resta é criá-las.
 ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥
Lazy Song, Bruno Mars - Porque a preguiça é meu segundo nome. De 30 dias, 27 eu não quero fazer anythings.
 ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥
One Life, Boyce Avenue - Nós somos humanos e errar é humano, mas não podemos desistir. Vamos apreciar cada momento e viver cada segundo.
 ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥
Aquela dos 30, Sandy - É impressionante o que os 30 anos causa na gente. Você se torna chata em várias questões, mas tem a alma mais adolescente de todas. O bom é que tudo é feito e apreciado com mais sabedoria, acho. Vai saber o que pensarei aos 40.
 ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥
Miss You Love, Silverchair - Momento depressão da saudade. Me deixa!
 ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥
Lembranças de um Luau, Expressão Regueira - Aquelas paixões de verão, com uma boa música perto da fogueira.
 ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥
Eyes Open, Taylor Swift - Mais atenção.
 ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥ ♥♪♩♡❤♪♯❥
Signal Fire, Snow Patrol - Para o alicerce, para o verdadeiro amor, para os amigos verdadeiros.

Estou: Facebook | Twitter | Instagram | Skoob

26 de março de 2015

Eu e os Backstreet Boys

backstreet boys, in a world like this, brazil, brasil, tour, turnê

Era o ano de 1999, entrei no 1 colegial e lá conheci uma amiga – que até hoje é minha amiga -, ela era louca por essa banda chamada Backstreet Boys, formada por cinco garotos [lindos e talentosos] de Orlando: Brian, Howie, Nick, A.J e Kevin. Eu também gostava muito deles, tinha até o cd Backstreet’s Back, mas não era louca por eles. Meu lance de fã alucinada era com Chiquititas (#todasgritam pela adolescente que dançava mexe, mexe com as mãos. Papo para outro post).

Lembro que ficavamos, eu e ela (o nome dela é Lili) e mais duas amigas, escrevendo cartas para promoções do Back nas rádios durante as aulas. As cartas eram todas da Lili, sabiamos o cep dela e tudo mais de cor, de tanta cartas que faziamos por dia.

Sabe, na sala de aula juntavamos as carteiras, na primeira fila da sala, na maior cara de pau e não prestavamos nenhuma atenção nas aulas. Chegou uma hora que alguns professores nos proíbiram de escrever cartas. Mas só poucos.. até porque criavamos um jeito de burlar o sistema educacional. Era tão gostoso.

Para quem se pergunta. Não, a Lili nunca ganhou uma promoção. Infelizmente. Mas ela me fez amar esse grupo como acho que nunca amei um outro. Porque não é possível escutar uma banda por 16 anos e se arrepiar só de ver um clipe deles (qualquer um, velho ou novo).

backstreet boys, in a world like this, brazil, brasil, tour, turnê

Chegou 2001 e eles vieram para o Brasil pela primeira vez (#arrepio forte neste momento). Ah! Vale contar que no 2 ano do colegial nenhuma de nós ficou na mesma sala. Não sei dizer porque, mas acredito que a culpa é do Backstreet Boys (eles me devem algumas). Mesmo separadas continuamos ajudando a Lili nas promoções, mas as cartas foram perdendo o ritmo. Não era tão divertio quando você fazia isso sozinha na aula. Voltando...

Em 2001, eles se apresentaram no país com a turnê Black and Blue. Foi uma aventura entrar no Anhembi.

Lembro que uma colega da Lili estava dormindo na fila, no dia do show fomos cedo pro Anhembi e quando estava quase para abrir o portão chegou algumas caravanas que fizeram uma nova fila (#todaschocam #comacaradepau #daspessoas) e esses seres...folgados furaram a fila. Assim, lindos e belos. Enfim, entramos no show, não fomos pra frente (sempre fui meio chata com apertação – nova palavra pro dicionário), ficamos no meio, mais ou menos, e vimos o cabelo de cada um e tudo pelo telão (#teamotelão). Foi lindo. Maravilhoso. Eletrizante. Só de lembrar tudo aqui se arrepia.

A última música do show era The Call, já sabiamos, e foi super divertido ver o A.J perguntar se podia atender o celular e todos gritarem NOOOOO. Acredito que até hoje ele acha que eramos loucos e não estavamos entedendo o que perguntava. ”AJ, só não queriamos que a útlima música fosse tocada. Nada de show acabar, Boy.”

Vocês já podem imaginar que ele foi um sem graça e atendeu o celular... eles cantaram a última música e o show acabou. Mas eu nunca esqueci deles saindo de dentro do palco para inciar o show e nem da emoção que foi vê-los aqui no meu país, na minha cidade. E fico mais feliz em saber, que terei novamente a oportunidade de revê-los dia 13/06, no Citibank Hall.

Dia 23/03, eu quis matar, estraçalhar a Tickets For Fun, por não ter conseguido comprar meu ingresso para o show do dia 12/06. O site estava o caos. E mesmo entrando no site tempos antes da abertura das vendas eu consegui colocar um ingresso no carrinho. Porém, uma coisa boa ddas redes sociais é isso. É mais facil sermos ouvidos e por isso show extra foi aberto (#obrigadoDeus).

Agora estou ansiosa para o início das vendas e acredito que essa ansiedade não irá passar enquanto não estiver com meu ingresso na mão. Dessa vez sei que irei conseguir (#porque #Deus #émais), porque dormirei na frente do computador na abertura e quero ver não ser a primeira daquela fila louca. Já estou preparando multirão com as amigas. (#jogaprouniverso #profetizando #anjospassam #eaplaudem #mari #vai #ver #bsb)

Rezem por mim! S2

backstreet boys, in a world like this, brazil, brasil, tour, turnê

Pra quem não sabe, os Back vem para o Brasil com a turnê In a World Like This (olhem a música título aqui) e irão se apresentar nas cidades de São Paulo, dias 12 e 13/06; Rio de Janeiro, dias 08 e 11/06; Belo Horizonte, dia 09/06; Recife, dia 06/06 e Porto Alegre, dia 15/06.

21 de março de 2015

Bandas coreanas emocionam fãs brasileiros

BEAST, 4Minute e G.NA se apresentaram na última terça em São Paulo

United Cube, foi o primeiro show de K-pop no Brasil – Foto: Mariana Cardoso
Finalmente o tão aguardado primeiro show de k-pop no Brasil aconteceu. Na noite da ultima terça-feira (13/12) os artistas da Cube Entertainment – BEAST (Junhyung, Yoseob, Kikwang, Dujun, Dongwoon, Hyunseung), 4Minute (Jihyun, Gayoon, Jiyoon, Hyuna, Sohyun) e G.NA – cantaram os maiores sucessos em mais de duas horas de espetáculo para cerca de cinco mil pessoas no Espaço das Américas, em São Paulo.
Mesmo acontecendo em uma data pouco viável para muitos fãs, uma terça-feira, quem estava no evento cantou e pulou muito ao som de sucessos dos grupos. “Foi o melhor show da minha vida. Foi perfeito”, falou a estudante Vanessa Yamamoto (14).
O United Cube Concert foi lançado em agosto deste ano pela agência Cube Entertainment em parceria com a CJ E&M, e já passou por Londres e Tóquio, onde reuniu cerca de 10 mil fãs.
4Minute
As meninas do 4Minute fizeram o público pular – Foto: JoO Duarte
O primeiro grupo a subir no palco, foram as garotas do quinteto 4Minute com o hit “Hot Issue”. A partir desse momento a plateia não parou de cantar. E durante toda a apresentação foi possível notar a alegria das integrantes do girlgroup com a receptividade do público. “Brasil, nós estamos muito felizes em estar aqui. Obrigada”, disse Jihyun.
Após apresentarem as primeiras músicas, entre elas “I my me mine” e “Heart to Heart” as garotas saíram do palco para a integrante Hyuna cantar “Bubble Pop”, música de sua carreira solo.
O momento de maior energia foi durante a apresentação de “Mirror Mirror” que fez os fãs entoarem o famoso “Goura Goura! Goura Goura!” do refrão.
G.NA
G.NA apresentou os principais sucessos – Foto: JoO Duarte
G.NA é uma das principais cantoras solos da Coreia do Sul e considerada a diva da nova geração do k-pop. O último lançamento foi o álbum “Top Girl”, onde canta músicas em inglês.
A jovem entrou entoando o hit que a lançou, “Black & White”, acompanhada pelos presentes. Em seguida apresentou “I’ll back” e conversou com os fãs que gritavam o nome da coreana. A cantora se emocionou, mas conseguiu segurar as lágrimas. O show foi encerado com a canção “Top Girl”.
BEAST
BEAST foi o último grupo a se apresentar na noite – Foto: Mariana Cardoso
A apresentação dos garotos do BEAST era a mais aguardada pela maioria dos fãs, e quando a música “Shock” começou a tocar o público foi ao delírio. Mesmo acompanhados de playback era possível ouvir a voz dos integrantes, que cantavam com entusiasmo.
Impressionados pela energia dos presentes, durante o papo o integrante Yoseob falou: “Valeu a pena viajar 30 horas para vir aqui”. E Junhyung completou: “Ouvimos dizer que os brasileiros e brasileiras eram diferentes e agora nós acreditamos”.
Depois de apresentar alguns sucessos, os integrantes deram espaço para a performance do sub-grupo Trouble Maker, formado por Hyunseung (BEAST) e Hyuna (4Minute), que cantaram a música “Trouble Maker”.
Em seguida, BEAST retornou ao palco acompanhado do integrante Kikwang, que ainda não tinha participado do show por ter machucado o tornozelo durante as gravações de “I’m a flower too”.
ENCERRAMENTO
Todos os artistas da Cube subiram ao palco para cantar a última música, "Fly So High" - Foto: Mariana Cardoso
A última música da noite foi “Fly So High” com todos os artistas cantando juntos, e claro, acompanhados pelo público. Mas para a tristeza de todos, o show chegou ao fim.
Quando foi divulgado que o Brasil receberia o United Cube, o chefe do departamento de música da CJ E&M, Ahn Suk Joon, falou: “Faremos de tudo para realizar um show de k-pop inesquecível para os fãs do país da paixão e do samba, o Brasil”. E, pelo sorriso e alegria dos presentes, eles conseguiram.
Confira todas as fotos do U-CUBE aqui
Esta matéria foi originalmente publicada em um antigo projeto meu, em 16/12/2011. Mas, como foi algo que amei fazer decidi colocar no Papuff, para que os fãs tenham oportunidade de conferir a reportagem e ver fotos desse show tão especial.

20 de março de 2015

BEAST, 4Minute e G.NA se apresentam no Brasil

O primeiro show de K-POP no país dura apenas uma noite na cidade de São Paulo
United Cube no Brasil
(meninas – esq/dir)G.NA, Jihyun, Jiyoon, Sohyun, Gayoon, Hyuna. (meninos – esq/dir) Junhyung, Yoseob, Kikwang, Dujun, Dongwoon, Hyunseung – Foto: JoO Duarte
BEAST, 4Minute e G.NA, chegaram na noite de domingo (11/12) em São Paulo, para apresentação do United Cube Concert, que acontece hoje (13/12), às 19h, no Espaço das Américas, em São Paulo.

Esse é terceiro show da turnê fora do país de origem, sendo o primeiro e único na América do Sul. Os cantores já passaram por Tóquio e Londres.
“É um imenso prazer representar a Coreia em um concerto desse tamanho”, falou G.NA, uma das cantoras coreanas mais conhecidas internacionalmente.
O movimento United Cube Concert começou em agosto deste ano, com o intuito de promover a música coreana no mundo, tudo isso devido ao grande sucesso que as bandas estão conquistando em outros países.
“Acho surpreendente um grupo coreano estar no Brasil. E para nós do BEAST é um grande prazer, nós adoramos futebol”, contou Dongwoon.
Brasil

Assim que chegaram ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, os integrantes se surpreenderam com a quantidade de fãs que os aguardavam, algo em torno de 200 pessoas.
“Nossa, é uma paixão muito grande. Vi placas com meu nome. Não sabia que tinha tantos fãs assim e foi uma grande surpresa”, disse G.NA.
Sobre o show desta noite, a líder do 4minute, Jihyun, falou: “Estou muito feliz em poder conhecer os fãs brasileiros que só conhecia online”. Já Hyunseung, do BEAST, tem grandes expectativas para a apresentação. “Vamos nos esforçar para dar nosso melhor, para corresponder a reação que tivemos no aeroporto e pelos fãs que estão desde a madrugada na fila”.
Apesar da diferença do idioma, Junhyung, do BEAST, contou que isso não é um problema. “Acredito que a música liga qualquer cultura”.
FÃS

Fila para o United Cube
Fãs aguardam a abertura dos portões - Foto: Mariana Cardoso
Aguardado por muitos, o United Cube Concert promete ser um dos grandes eventos deste ano para os otakus brasileiros. Desde a madrugada de hoje, jovens formam fila para conseguir ver os ídolos mais de perto. A estudante, Yuri Lee (14) está aguardando a abertura dos portões, às 17h, desde às 6h. “Quero ver o BEAST e, se conseguir, pegar um autógrafo do Dongwoon (BEAST)”, contou.
A paixão vence até mesmo as distâncias entre estados. Rebeca Igdal (17) veio da Bahia para prestigiar os artistas. “Cheguei de Salvador ontem à tarde e vim para a fila em seguida.” Acompanhada pela mãe, a estudante diz estar ansiosa pelo show. “A minha expectativa é a melhor possível, estou enfrentando a fila por isso”.
United Cube em São Paulo

Local: Espaço das Américas – Rua Tagipuru, 795, Barra Funda
Data: 13/12/2011, terça-feira, às 19h
Ingressos à venda: http://www.ingressorapido.com.br ou na bilheteria do local
Pista: R$ 200 – Pista Premium: R$ 350

Todas as fotos da coletiva você pode conferir aqui

Esta matéria foi originalmente publicada em um antigo projeto meu, em 13/12/2011. Mas, como foi algo que amei fazer decidi colocar no Papuff, para que os fãs tenham oportunidade de conferir a reportagem e ver fotos desse show tão especial.

Quero...


Quero soltar no mundo esse sentimento dentro de mim. Quero poder dizer para você o que tenho AQUI escondido, sem medo. Porque isso não é errado e, muito menos, faz bem ficar enclausurado. Essa confusão não me faz bem.

Acho que sei o que quero, você pra mim - você longe de mim. Mas, o fato é que minto pra mim mesma. Eu não queria ficar toda boba quando você aparece.

O lance, tenho certeza, é que quero sua atenção. Que você demonstre em ações o que diz sempre. E quem sabe assim, tudo isso AQUI dentro se torne alegria.